Cavalo emociona ao dar último adeus ao seu melhor amigo humano

Wagner Figueiredo de Lima, 34 anos, e Sereno, seu fiel amigo, um cavalo, eram inseparáveis! Até que um dia, fatalmente, o jovem  Wagner teve um acidente, no qual ficou gravemente ferido e, infelizmente, não sobreviveu.

Eles moravam na Paraíba, e todos lamentavam a morte do jovem, inclusive seu amado cavalo.

Família e amigos se reuniram para se despedir do jovem no funeral e, Wando, o irmão de Wagner, sabendo do amor que Sereno sentia pelo seu dono, achou que o cavalo também gostaria de estar naquele momento importante.

Mas ninguém podia imaginar o que aconteceria quando o cavalo chegasse.

Quando o carro que levava Wagner chegou, Sereno se aproximou dele, como se realmente soubesse que era o último adeus a seu amigo humano. Ele começou a cheirar e circundar o veículo até que ele começou a relinchar, deixando todos impressionados.

Todos aqueles que testemunharam a cena ficaram comovidos com a reação do cavalo naquele momento.

Então ele recostou-se no caixão e se esfregou. Todos estavam convencidos de que ele estava triste porque sabia que não veria mais Wagner.

Sereno se juntou ao grupo de pessoas e caminhou juntos até o cemitério para se despedir dele. Durante toda a jornada, o cavalo relinchou sem parar.

Veja no vídeo, o momento em que o cavalo emocionou a todos:

Estava claro que Sereno estava sofrendo com a perda de seu amado humano…

Felizmente, Sereno não terá que lidar apenas com a dor. Wando cuidou dele e fez dele parte de sua família. Sereno continuará a viver em uma casa cheia de amor com um mestre que cuida dele, o ama e o protege.

Alguma vez você já se perguntou se os cavalos tem sentimentos?

Ao contrário dos seres humanos, os cavalos não sentem dificuldade em expressar suas emoções.

Uma nova pesquisa revela que a capacidade dos cavalos de entender os humanos é ainda maior do que se conhecia e, em alguns pontos, comparável apenas a dos cachorros.

O estudo da Universidade de Sussex em conjunto com a Universidade de Portsmouth, ambas no Reino Unido, mostrou que além de reconhecer rostos humanos, lendo suas emoções (como só os cães fazem), os cavalos guardam na memória os humores dessas pessoas.

Os cavalos têm percepção da nossa linguagem verbal e não verbal e utilizam gestos, olhares, sons e comportamentos como resposta. Se procurarmos entender o que expressam através de certas vocalizações e atitudes, conseguiremos estreitar o relacionamento e criar excelentes vínculos com eles.

Aposta-se que eles galopam sobre a Terra há cerca de 50 milhões de anos. Até hoje, porém, os cavalos são vistos por muita gente apenas como animais de competição ou como peças-chaves na rotina das fazendas. Apesar do grande porte, no entanto, podem ser criaturas dóceis que, a partir do convívio com o homem, desenvolvem algumas características que contribuem para o bem-estar e a qualidade de vida de quem tem contato com eles.

Estudos comprovam que, assim como os humanos, os cavalos utilizam músculos do nariz, dos olhos e dos lábios para alterar suas expressões faciais diante de diferentes situações. Além disso, por serem animais sensitivos, captam com facilidade as emoções de quem dita seus movimentos. E é justamente nesse momento que se cria o vínculo entre o bicho e o ser humano.

Essa é mais uma prova do quanto os animais sentem amor e também sofrem, concordam?

Traduzido e adaptado por: Eu amo os animais

Fonte: upsocl

Cãozinho fica desconsolado ao se separar de sua “mãe”

Os animais nem sempre são considerados as criaturas mais empáticas do planeta. Muitos humanos acreditam ser os únicos capazes de tais sentimentos. Enquanto isso, todos os dias ficamos sabendo de histórias que desmentem isso.

Os animais pensam e se sentem de uma forma que os seres humanos não podem nem imaginar. Veja a história desse cãozinho com uma vaca, por exemplo.

Enquanto a maioria pensa que os animais de espécies diferentes não se dão muito bem, quem conhece esses dois, dizem o contrário. A família desta história teve a chance de testemunhar algo verdadeiramente surpreendente.

Aqueles que não acreditam que os animais são capazes de sentir tristeza, definitivamente, irão mudar de ideia.

Este cãozinho formou um vínculo muito próximo com uma vaca.

O instinto de mãe da vaquinha falou mais alto quando o pequenino ficou orfão, pois sua mãe não podia tratá-lo. A mãe postiça entrava em cena quando o filhote mais precisava.

Então, eles criaram uma ligação extremamente estreita. Não era o tipo de vínculo que poderia se acabar ao longo do tempo. Como todos sabemos, há certos laços que duram para sempre.

Como nós, seres humanos, que nunca esquecemos os laços que construímos, os animais de estimação certamente não são diferentes. A vaquinha acabou sendo vendida e foi aí que realmente viram a ligação que os dois tinham.

Rookie é um cãozinho que gosta de correr e brincar. No entanto, a vaca, bem maior que ele, era sua fiel companheira. Ela sempre cuidaria dele.

Rookie ficou extremamente triste quando percebeu que sua “mãe” tinha ido embora. Ele simplesmente não entendia o que tinha acontecido. O pobrezinho uivou e andou de um lado para o outro, esperando que ela o ouvisse e voltasse para ele.

Rookie, então, descobriu que sua mãe estava em outro celeiro, ali perto. Ele correu o mais rápido que pôde quando ouviu seu mugido familiar.

Prepare o lencinho, pois o vídeo é emocionante… (Confesso que chorei litros…)

https://youtu.be/Bq1R0QuBNfI?t=220

Felizmente, não demorou muito para que sua família percebesse o desespero da situação. Era aparente que Rookie estava preparado para ir muito longe para ver seu amigo, não era justo mantê-los separados.

Eles não suportavam ver o cãozinho da família em um estado tão triste. Apesar das dificuldades, eles decidiram trazer a velha vaquinha de volta.

Essa demonstração de amor tão emocionante nos deixou com o coração partido e os olhos cheios de lágrimas….

Traduzido e adaptado por: Eu amo os animais

Fonte: goodfullness