Você sabia que nossos cães nos enxergam como seus pais?

Olha que coisa mais fofa…E, naturalmente, nós, como pais, os tratamos como filhos, então, logicamente, seu pequenino age como se fosse uma criança, mesmo quando ele já for um idosinho.

A veterinária Lisa Horn liderou uma pesquisa na Universidade de Viena, na Áustria, onde 22 cachorros fizeram parte do estudo.

Os pequeninos foram separados em três grupos: um terço dessa turminha ficaria sem o dono, enquanto outra parte ficaria acompanhada por eles, mas uma parte dos donos deveriam ficar em silêncio, e a outra teria que encorajar os cães a fazer as atividades.

E os pequeninos somente precisavam interagir com alguns brinquedos. E ganhariam comida, em troca.

Os cãezinhos que estavam com os donos passavam muito mais tempo brincando. Para os cães ‘abandonados’, nem a comida servia para motivá-los.

O teste foi refeito pela pesquisadora, mas dessa vez substituíram os donos por pessoas desconhecidas. Nenhum dos cãezinhos demonstrou interesse pelos brinquedos.

De acordo com Lisa, os testes foram suficientes para comprovar a existência da “área de segurança”. Isso quer dizer que os cães se sentem mais seguros, confiantes e confortáveis na presença dos donos.

Sem os donos por perto, tudo parece mais perigoso – e sem graça, que é exatamente o que acontece na relação entre pais e filhos pequenos. “Esta é a primeira evidência da semelhança entre o ‘efeito de base segura’ encontrado na relação dono-cachorro e na criança-pai”, diz a pesquisa.

Quem tem um bichinho percebe isso facilmente, não?

Quantas vezes você já disse por aí que seu cachorro se parece com uma criança?

Fonte: Superinteressante